As Montanhas de Piemonte – Itália

As Montanhas de Piemonte – Itália

As montanhas de Piemonte, por séculos, serviram de fronteira para um pequeno reino, sendo, além disso, a paisagem natural para os peregrinos que se dirigiam a Roma pela Via Francigena, razões pelas quais foi cercada de imponentes fortificações e abadias medievais.
Fenestrelle, o maior forte dos Alpes, Forte di Vinadio, no Vale de Stura, o de Exilles em Valsusa com o cenográfico museu que recria a vida da guarnição militar, e o de Bramafam vizinho a Bardonecchia são etapas de um itininário irrevogável sobre os espetáculos guerreiros das montanhas piemontesas. Uma atmosfera completamente diferente se respira nas abadias erigidas nas alturas. Aquela cistercense de Staffarda aos pés do majestoso Monviso, o “Rei de Pedra”, até a de Novalesa bem embaixo do Moncenisio.
Testemunhos históricos, mas sobretudo paisagens de um panorama único e diversificado como os que podem ser admirados nos Parques Nacionais de Gran Paradiso e de Val Grande.

Toda esta beleza natural é ainda palco de amostras de arte, apresentações de cinema, música, dança, manifestações esportivas, feiras, festas populares, encontros enogastronômicos, revocações históricas, salões internacionais, concertos, exposições temáticas… entre tantos outros, são os ingredientes do rico calendário de eventos que Piemonte oferece a cada ano.

O Lago Maggiore

 

Piemonte não tem saída para o Mar Mediterrâneo, no entanto, em se tratando de água ou esportes aquáticos não perde em nada para as regiões de beira-mar, pois os Lago Maggiore, Lago D’Orta, Lago di Mergozzo e os Lagos de Avigliana representam um microcosmo de emoções e oportunidades particularmente sedutoras para aqueles que procuram lugares insólitos e fascinadores. Da magnífica Isola Bella, com o monumental Palazzo Barrocco e o inestimável patrimônio de obra de arte, na Isola Madre, com o Palazzo Cinquecentesco, no sacro monte da SS Trinità em Ghiffa, patrimônio cultural da humanidade pela UNESCO. Não faltam oportunidades para aqueles que querem conjugar natureza com relax somados a sugestões de arte e cultura. Em Bilicotra entre colinas e montanhas, estas terras abrigam algumas joias arquitetônicas, como os castellos de Cannero Riviera e as rochas de Arona e Vogogna. Espelhos de água circundantes de esplêndidas residências históricas e por jardins: Giardino Botanico de Alpinia e, pelo não menos original, museu etnográfico, entre os quais o Museo dell’Ombrello em Gignese e o da arte do Capello em Ghiffa.

 

 

Comentários do Facebook

No Comments

Give a Reply