Inglês Espanhol Francês Italiano
Passeio regado a vinho

Passeio regado a vinho

São Roque tem uma rota dedicada à bebida e terá programação especial a partir de amanhã

Para quem mora em São Paulo ou nas proximidades e ouve falar de vinho só vem um destino à cabeça: São Roque. Localizada a uma hora e meia de Santo André, a cidade, que tem até rota dedicada à bebida, promove, de amanhã até 3 de junho – em que é comemorado o Dia Nacional do Vinho – série de eventos por conta da data. Para tanto, vinícolas e restaurantes da região oferecerão descontos e atividades para visitantes para que aproveitam a cidade no início da temporada mais fria do ano.

A ação, que é resultado da parceria do Sindusvinho (Sindicato da Indústria do Vinho de São Roque), o Ibravin (Instituto Brasileiro do Vinho) e Roteiro do Vinho (Associação de Estabelecimentos na Estrada do Vinho), contará com 36 estabelecimentos da cidade e tem como objetivo colocar o destino em destaque não só da região, mas também em todo País.

O presidente do Roteiro do Vinho, Túlio Patto, diz que essa parceria é importante para fomentar o turismo local. “Aqui na própria Vila don Patto temos adegas, a vinícola Góes, dentre outros estabelecimentos que aliam o vinho à gastronomia, o que é um atrativo e tanto para quem gosta de desfrutar os prazeres do paladar.” Segundo ele, o cultivo das uvas e a confecção dos vinhos, que foi bem forte no passado – a origem da uva e a produção de vinhos remontam aos primeiros povoados que ali se formaram, em meados do século 17, norteados pelo fundador da cidade, Pedro Vaz de Barros – ficaram caídos por um tempo e, nos últimos dez anos, voltaram com força total. “São Roque teve uma crise na produção há 20 anos. Mas está, aos poucos, voltando a produzir o vinho novamente. Agora está se criando a cultura de plantar a uva e produzir os vinhos aqui e, por isso, a expectativa é só crescer.”

Embora a época de colher os belíssimos e saborosos cachos de uva tenha passado – geralmente é no início do ano –, em diversos estabelecimentos é possível visitar os parreirais e verificar o processo de elaboração da bebida.

Um deles é a vinícola Góes, que terá, nos próximos três fins de semana – exceto no dia 2 –, visita monitorada, a partir das 10h30, que terminarão nos parreirais. Elas custam R$ 35 por pessoa, duram uma hora e meia, e o interessado tem de chegar 20 minutos antes do início para garantir lugar. Criança não paga.

Além disso, no dia 19, às 17h30, haverá um curso de harmonização vinho e pizza com a sommelier Silvia Marcella, ao custo de R$ 80. E todo sábado será escolhido um rótulo que entrará em promoção.

Confira, ao lado, os descontos que serão oferecidos pelas demais vinícolas e a programação completa pode ser vista no site www.diadovinho.com.br.

Quinta do Olivardo oferece uma taça de vinho ao visitante

Localizada no Km 4 da Rota do Vinho, a Quinta do Olivardo terá promoção especial nas próximas semanas. Além de gastronomia portuguesa de primeira linha, por conta do Dia do Vinho, de amanhã até o dia 3 de junho, o estabelecimento oferecerá uma taça do vinho da casa ao visitante que comentar sobre a data.

Para quem gosta de peixes, no dia 26 de maio, das 12h às 16h, será realizada 3° Edição do Festival Sardinhas na Calçada. Durante o evento, o público que participar do evento poderá degustar à vontade a iguaria, acompanhada de pão português, batatas aos murros, pimentões vermelhos e cebolas. O prato será servido em porções individuais.

Para acompanhar as sardinhas, serão oferecidos o vinho (Bordô ou Niágara) e o suco de produção própria da casa, ambos também à vontade. A animação do festival ficará nas vozes do grupo Filhos da Tradição, que apresentará clássicos da música portuguesa.

Os ingressos custam R$ 98 por pessoa e podem ser adquiridos pelo site www.quintadoolivardo.com.br/festivaldasardinha2018.

 

Fonte: Diário do Grande ABC

Leave a comment