InglêsEspanholFrancêsItaliano
Chocolate e vinho – Como acertar nas combinações

Chocolate e vinho – Como acertar nas combinações

O vinho carrega todo um apelo de sabor, sofisticação e experiência bastante intensos, e logo pensamos em como harmonizar o nosso prazer dos vinhos com uma das maiores paixões mundiais: o chocolate.

Apesar de muitos especialistas em vinhos torcerem o nariz quando o assunto é vinho e chocolate, essa combinação é bastante possível e pode ser maravilhosa.

Nós da Enovírtua te convidamos para viver a experiência desta harmonização com as nossas dicas para tornar este experimento um grande sucesso.

Porque o chocolate (teoricamente) não combina com os vinhos?

Apesar de serem dois grandes prazeres gastronômicos, os vinhos não são considerados uma das melhores combinações com o chocolate.

A verdade é que o chocolate carrega em sua composição uma intensidade de gorduras elevada, que criam uma camada no interior da boca, e acaba prejudicando a degustação do vinho, que pode passar desapercebido, ou simplesmente descompassado em relação à doçura do chocolate.

Um dos grandes truques para driblar este efeito do chocolate está justamente na escolha do melhor chocolate, que serão as opções amargas.

O amargor do chocolate se dá pela falta de gorduras e de açúcares, o que favorecerá a degustação acompanhada por um bom vinho.

O vinho certo para acompanhar tal doçura

Para fazer a degustação do chocolate com o vinho funcionar bem, também é necessário que seja feita a melhor escolha de um vinho.

Essa combinação vai exigir um vinho que seja mais forte e intenso, preferencialmente os rótulos com maior teor alcoólico, ou até mesmo os vinhos fortificados.

O vinho fortificado, ao exemplo do famoso vinho do porto, é um tipo de vinho onde o processo de fermentação natural é interrompido pela adição de outra bebida alcoólica, que vai quebrar o processo de fermentação e manter os açúcares naturais da fruta.

O resultado é um vinho intenso pela adição extra de álcool, mas que conserva boa parte da doçura natural das uvas.

Essa combinação de vinho mais doce e intenso vai combinar perfeitamente com o chocolate menos doce e igualmente intenso.

Uma alternativa inusitada

Se o seu paladar está mais propenso ao chocolate branco, uma alternativa espetacular é a combinação deste chocolate com o espumante moscatel.

A função das borbulhas, ou perlage, do moscatel junto de sua acidez tem o objetivo de limpar o paladar frente à ação intensa do chocolate branco.

Este efeito de dissolver lentamente a untuosidade do chocolate branco poderá surpreender o paladar dos críticos mais exigentes.

Entenda o conceito

Sempre que falamos de harmonização, estamos falando de uma dança entre as qualidades de cada alimento que será harmonizado.

Assim como os vinhos tintos fortes tem a função de amenizar a untuosidade de uma carne de sabor mais intenso, a melhor escolha de vinho será aquela que não sobreporá o sabor do chocolate, e também não se renderá ao seu efeito envolvente no paladar.

É uma dança, precisa haver harmonia.

Uma boa regra para se aplicar nestes casos é encontrar as similaridades – vinhos fortes com alimentos fortes, e vinhos leves com alimentos leves.

E o chocolate, é claro, não deve ficar de fora desta festa do paladar.

Um brinde ao vinho e ao chocolate!

Comentários do Facebook