Inglês Espanhol Francês Italiano
Por que o vinho é a bebida da quarentena?

Por que o vinho é a bebida da quarentena?

Você tem a impressão de que todos os dias pelo menos um contato de uma das suas redes sociais faz uma postagem dizendo que está bebendo vinho, mostrando uma bela taça cheia ou uma garrafa pela metade? Bom, talvez não seja apenas impressão.

Lojas virtuais, importadoras e produtores da bebida perceberam aumento na venda para o consumidor final desde que as medidas de distanciamento social começaram a ser implementadas para conter a disseminação de Covid-19 no Brasil.

Evino, por exemplo, verificou aumento de 19% na quantidade de garrafas vendidas na comparação entre os meses de fevereiro e março do ano passado e de 2020. Segundo o e-commerce, o volume de pedidos cresceu 20%, com um incremento de 30%, entre fevereiro e março deste ano, das solicitações feitas por novos clientes em relação ao total.
Seria um boom da categoria? Ari Gorenstein, coCEO da Evino, acha que é cedo para dizer. “É prematuro dizer que cresceu o consumo da categoria”, afirma. “Houve uma migração de bares e restaurantes para o lar”, ele diz, citando uma mudança de ocasião de consumo, que agora acontece dentro de casa.
“O vinho é uma bebida mais socialmente aceita em um momento de reclusão e confinamento. Cerveja e cachaça podem não ter mesmo grau de aceitação, por exemplo. Isso gera um engajamento maior para a categoria”, opina.

Saúde

Então, sim, com mais vendas aqui ou ali, o vinho está mesmo nas casas de todos. E, do ponto de vista da psicanálise, isso é bastante compreensível. “A situação de isolamento social exige renúncia ao prazer – do convívio social, do trabalho etc

Fonte: forbes

Leave a comment