Inglês Espanhol Francês Italiano
Descoberta! Doença Crônica Mortal Pode Ser Controlada Com Doses Diárias de Álcool, incluindo o vinho.

Descoberta! Doença Crônica Mortal Pode Ser Controlada Com Doses Diárias de Álcool, incluindo o vinho.

Caro(a) leitor(a) do Diário da Saúde Natural!

Costumo dizer que beber com moderação oferece muitos benefícios para a saúde! Um novo estudo descobriu que beber vinho tinto beneficia seu microbioma, o ambiente de seu trato gastrointestinal, onde milhares de bactérias boas vivem!

Mas, lembre-se – não estou inclinado a dar destaque a nenhum tipo de bebida ou ingrediente de bebidas, pois diversos estudos importantes demonstram que beber moderadamente qualquer tipo de bebida alcoólica apresenta uma série de benefícios para a saúde.

Por exemplo, diversas evidências sugerem que o consumo moderado de qualquer tipo de vinho, não apenas de vinho tinto, pode proteger as pessoas de doenças cardíacas, doença de Alzheimer e demência.

E agora, um novo estudo descobriu que também ajuda a controlar o diabetes de tipo 2.

Falta de compreensão sobre como o corpo metaboliza o álcool

A maioria dos médicos diz aos seus pacientes com diabetes do tipo 2 que evitem ingerir álcool para evitar que os carboidratos causem picos de açúcar no sangue.

Tecnicamente falando, o álcool é um carboidrato, composto por carbono, hidrogênio e oxigênio.

Mas o corpo não metaboliza o álcool como os outros carboidratos.

O fígado metaboliza o álcool a uma taxa constante – conhecida como cinética de ordem zero. Então, não importa o quão alto está seu teor de álcool no sangue, o fígado o reduz a uma taxa constante – equivalente a cerca de uma dose por hora.

Dessa forma, você nunca irá experimentar o aumento de açúcar repentino no sangue provocado pelo álcool. Também significa que, se você se limitar a uma dose por hora, sua concentração de álcool no sangue nunca ficará muito alta.

Agora, as pessoas com diabetes tipo 1 e aquelas com diabetes do tipo 2 que utilizam insulina injetada devem ser cautelosas com o consumo de álcool, pois ele pode levar a quedas perigosas de açúcar no sangue, a hipoglicemia.

Consumo de álcool melhora marcadores da doença

Ao analisar o efeito do consumo de álcool moderado em 575 pessoas com diabetes tipo 2, essas pessoas apresentaram menores concentrações de triglicerídeos.

Elas também apresentaram menores níveis de insulina no sangue e redução da resistência à insulina. Esses fatores são ótimos sinais de que o açúcar no sangue está melhor controlado.

Além disso, o consumo de álcool não aumentou os níveis de açúcar no sangue, como a maioria dos especialistas costuma afirmar.

Então, esqueça o absurdo neo-proibicionista para evitar todo e qualquer consumo de álcool! Vá em frente e desfrute de um coquetel – ou dois- à noite.

Especialmente se você tem diabetes tipo 2 e não está tomando insulina!

Pela saúde,

Sou o Dr. Rafael Freitas

Leave a comment